"Se as várias estimativas que temos recebido se concretizarem, em 40 anos ficaremos sem peixe"

- Pavan Sukhdev, economista e consultor da ONU, sobre o eventual esgotamento dos recursos piscícolas a nível mundial, em 2050 (In Visão 20/26 Maio 2010)

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Achigã Moçambicano


Como curiosidade, aqui fica a imagem dum achigã com 6,040Kg e 75 cm, pescado em Moçambique, no dia 25 de Janeiro deste ano, pelo sr. Francisco Eusébio. Relembro que o record desta espécie em Portugal é de 4,700Kg.
Esta foto foi-me enviada por um amigo comum que participou na pescaria e que trouxe também inúmeras histórias dos dias que passou naquele país africano, com fortes ligações a Portugal e particularmente a mim próprio.
Por isso, fiquei muito feliz por receber estas imagens e ouvir as histórias que as envolveram.
Material
Cana: Kistler Helium LTA 6,6 MH Spinning
Carreto: Shimano Navi
Linha: Berkley Whiplash 50 lb (0,17mm)
Amostra: Senko GYCB 5" - 912 (Watermelon/Greenpumpkin)
Anzol: Gamakatsu EWG 3/0
Peso: 1/8 oz Florida Rig (black)

9 comentários:

Fenix disse...

Não percebo nada de peixes, mas lá que esse é grande é!

E é de Moçambique..., como eu!
:-)))

Beijinhos

S. Ferreira disse...

Belo floridanus.

Um abraço,

junio disse...

Que belo animal, não é mesmo Amgio Gomes? Por aqui o recorde está na casa dos 5 quilos, se bem me lembro.
Um grande abraço

jose custodio disse...

Como diria o outro!!

Há Bacalhau!!
Um grande abraço!!!

José Gomes Torres disse...

Olá Fénix!
Bem podes dizer, "...como nós"!!!!
Bjinhos!


Sérgio, não se sabe se é da sub-espécie flodidans, mas muito provavelmente não será.
E o tamanho afinal não conta, porque o record mundial era um northern bass... :-)
Abraço

Junior, é de facto um bonito peixe, pelo menos para mim. Em especial porque dificilmente poderei vir a ter um destes em mãos, rsrsrsrsrs......
Abraço,

S. Ferreira disse...

Os achigãs libertados nesta zona do globo, são segundo sei, Floridanus, GT.

Mas não te queixes muito porque já tens aí perto uns bicharocos bem maiores e mais lutadores...com baba...rsrsrsrsrsrssr...

Estou a brincar...o que eu não dava por um floridanus!!

Um abraço.

José Gomes Torres disse...

Caro Sérgio,
Os achigãs libertado nesta zona do globo é uma definição geográfica pouco precisa, para um continente deste tamanho, uma vez que os achigãs que estão espalhados pelo mundo vieram de variadíssimas proveniências. Muitas introduções foram efectuadas antes sequer de se definir e identificar cientificamente a subespécie floridans e consequentemente, antes de se seleccionarem os exemplares mais puros para repovoamentos como acontece actualmente, visto que há hibridação entre a espécie principal e a subespécie. Moçambique tem mais de 2000 quilómetros duma ponta à outra e existem achigãs de várias origens, tal como existem em Portugal:
- Alguns foram introduzidos pela actual AFN e vindos de França, outros viram nos rios espanhóis e outros ainda introduzidos mais recentemente, directamente dos USA.
O local onde este peixe foi capturado é pertíssimo de outro país africano e bem no interior de Moçambique e que já tem achigãs há bem mais de meia centena de anos pelo que é certo que não é um floridans. Principalmente porque na época em que ocorreu essa introdução nem sequer havia a tal diferenciação entre a espécie principal e a subespécie, pelo que como é óbvio não poderia ser motivo de preocupação numa introdução ocorrida há mais de 70 anos. Por isso, na eventualidade de ter alguma característica genética de floridans será por mero acaso, insignificante e nunca será por isso considerado como tal.
Quanto aos tais com baba, ainda falta bastante para darem “pica” hehehehe.......
Abraço.
GT

Anónimo disse...

andava para saber quanto pesava o maior tirado ca em portugal se esta perto dos 5 kg espero ainda esta epoca dar noticias...

Pavao disse...

Tanta conversa,so pode ser pessoal que inveja de nao puder ter um destes ferrado!!!eheh