"Se as várias estimativas que temos recebido se concretizarem, em 40 anos ficaremos sem peixe"

- Pavan Sukhdev, economista e consultor da ONU, sobre o eventual esgotamento dos recursos piscícolas a nível mundial, em 2050 (In Visão 20/26 Maio 2010)

domingo, 9 de dezembro de 2007

Raid às luzes de Natal









Árvore de Natal na Devesa - agora "Docas Secas"















Câmara Municipal










Avenida Nuno Álvares















Perspectiva do antigo Passeio Verde












Vista geral da antiga Devesa






Outra prespectiva do antigo Passeio Verde
Este sábado, eu o meu filho e um amigo, todos com gosto por fotografia, aproveitamos a noite menos fria para fazer um raid às luzes de Natal da cidade de Castelo Branco.
Apesar da descarga precoce da bateria da minha máquina, aqui ficam algumas imagens.
A ter em conta que a iluminação é da autarquia e já lá vão os tempos de exageros e gastos desnecessários, na opinião de muitos albicastrenses, incluindo eu próprio.
Isto que podemos observar chega muito bem, porque estamos em hora de apertar o cinto, todos...

4 comentários:

Ribeiro_Silva disse...

Gosto do seu blog! Porquê?
Adoro Castelo Branco (cidade onde nasci)e de pescar achigãs !

...Boas festas GT.

José Gomes Torres disse...

Amigo Ribeiro Silva, bem vindo então a este cantinho da net, porque aqui encontará tudo isso!
E vá fazendo os seus comentários, porque eles serão sempre lidos e respondidos. Um abraço, bom Natal para si e quem mais desejar!
GT

Anónimo disse...

Olá. Sempre que recebo um e-mail seu, aproveito e dou uma espreitadela. É certo que já podia ter deixado um comentário, mas desta vez é mesmo.
Concordo em pleno com a economia na iluminção de Natal. Este ano a nossa árvore estava, de facto bonita... mas convenhamos, aquele azul das luzes, ali mesmo nas Docas... para além de não ter nada a ver como Natal... fere a vista. Bem mais bonita está a Av. Nuno Álvares.
Iluminação sim, a expensas próprias muito bem, mas um bocadinho de melhor bom gosto nalguns locais, também vinha mesmo a calhar.

Cristina MS

José Gomes Torres disse...

Concordo, Cristina! Aquele azulão das docas, estraga um bocado o ambiente! Uma tonalidade mais soft ficava melhor. Mas como isto é feito à moda caseira, provavelmente já não terá aquele toque profissional. É o preço a pagar...digo eu!
Obrigado pelo comentário!