"Se as várias estimativas que temos recebido se concretizarem, em 40 anos ficaremos sem peixe"

- Pavan Sukhdev, economista e consultor da ONU, sobre o eventual esgotamento dos recursos piscícolas a nível mundial, em 2050 (In Visão 20/26 Maio 2010)

terça-feira, 15 de julho de 2008

Liberdade também no mar

video

O verdadeiro pescador desportivo não é o que captura mais peixes, nem o que os exibe em quantidade por todos os locais públicos, sejam reais ou virtuais.
O verdadeiro pescador desportivo é aquele que trata os adversários com gratidão e respeito, pelos momentos de adrenalina que estes lhe proporcionaram e não os vê apenas como mais algumas possibilidades de exercer os seus dotes culinários.
Apesar do robalo ser um peixe cobiçado no prato e por isso também de elevado valor financeiro, (tentador, para alguns apanhadores de peixe – não pescadores) e alvo de muitas prescrições gastronómicas, nós achamos que a maioria deve sobreviver às nossas capturas, porque só assim poderemos dar continuidade àquilo que gostamos de fazer.
Aqui fica um pequeno filme da libertação de um robalo, de tamanho bem acima da medida mínima legal.
A maioria dos que capturamos, foi libertada nas mesmas circunstâncias…

2 comentários:

Javier Rayo disse...

Espero que todos os pescadores algum dia tenham a mesma forma de atuar como teu tanto no rio como no mar.
Um forte abraço.
JaRayo

José Gomes Torres disse...

Olá Jarayo!

Obrigado pelo teu comentário! Todos deviam entender que se quisermos manter viva a nossa paixão, devemos ser os primeiros a preservá-la!
Um abraço e até breve (espero!)
GT